Séries #4: Fringe

               Olá pessoal!!! Hoje fugi do meu assunto habitual que é os posts sobre moda e vim falar com vocês sobre uma série que terminei de assisti-la esses dias, ela se chama Fringe – no Brasil se chama fronteiras – e seu último episódio foi ao ar no dia 1 de fevereiro de 2013. A princípio quando meu irmão me falou dela achei que seria apenas mais uma copia de alguma série já existente, uma vez que ela é do mesmo criador de Lost e arquivo X, mas resolvi dar uma chance e definitivamente me apaixonei pela série. Seu gênero é Ficção científica, sobrenatural, terror, suspense e drama, foi criada por Alex Kurtzman, J.J. Abrams e Roberto Orci e exibida pelo canal FOX. A princípio a série foi criada para conter sete temporadas, mas devido aos baixos índices de audiência foi reduzida a cinco, sendo a última a mais curta de todas com apenas treze episódios. Cada episodio possui cinquenta minutos em media, com exceção do primeiro episódio, o piloto, que é mais de uma hora.
               Tudo começa quando a agente Olivia Dunham do FBI da divisão de integração e seu parceiro John Scott são chamados a cena de um crime que foge de tudo que é tido como “convencional”. No decorrer da investigação John é ferido e Olivia começa a correr contra o tempo para salvar a sua vida, e sem querer ela  descobre que John não é só aquilo que aparenta, e ao buscar respostas aos seus questionamentos a agente Dunham descobre que está apenas na ponta do iceberg e que a cada nova resposta trás consigo novos questionamentos até um ponto em que tudo estará interligado. Lembre-se: "Nessa série nem tudo que reluz é de fato ouro".


Os personagens:



Olivia Dunham (Anna Torv)

Olivia é uma agente de integração que, após seu envolvimento com o caso do voo 627 é designada para uma antiga divisão do FBI chamada "Divisão Fringe" onde passa a investigar eventos e atentados biológicos ou que fujam do "normal". A parceira de John Scott contará com a ajuda do Dr. Walter Bishop do seu filho Peter Bishop e da Agente Junior Astrid Farnsworth para resolver os casos.






Peter Bishop (Joshua Jackson)

É um rapaz com um QI de 190, 50 pontos acima de gênio. É filho do Dr. Walter Bishop, com quem tem sérios problemas de relacionamento devido a uma infância conturbada. Tornou-se um homem dos sete ofícios e um vigarista de topo. Falsificou uma licenciatura do M.I.T. e conseguiu publicar alguns trabalhos antes da sua burla ser descoberta. Ele trabalha como um "tradutor" quando Walter começa a se expressar em termos técnicos. Possui um grande segredo que nem mesmo ele lembra, mas que virá a tona mudando mais uma vez o rumo da série.




 Dr. Walter Bishop (John Noble)

Um cientista com um QI de 197. Trabalhou para o governo dos Estados Unidos desenvolvendo pesquisas nas mais diversas áreas conhecidas (ou não) do campo da ciência. Esteve envolvido em estudos de coisas paranormais como: precognição, teletransporte, reanimação, aumento e também envolvimento com o projeto T.H.O.R. Foi internado no hospital psiquiátrico Saint-Claire por 17 anos e perdeu algumas partes de sua memória, mas quando motivado da maneira certa demonstra todo o seu potencial cientifico. E ele gosta de milkshake de morango.




Astrid Farnsworth (Jasika Nicole)

É uma jovem agente do Federal Bureau of Investigation (FBI) que foi designada para a Divisão Fringe para auxiliar a agente Olivia Dunham e que também auxilia o Dr. Walter Bishop em seu laboratório e age como sua "tutora" nos momentos de ausência de Peter Bishop. Ela é especialista em linguística, tem aptidões para Ciência da computação e também estudou criptologia, antes de sua entrada para o FBI. Fala cinco línguas. Sofre na mão de Walter, pois quase nunca ele acerta seu nome, chegando a chama-la de: Astro, Asterisk, Asteroide entre outros.




Nina Sharp (Blair Brown)

Amiga do Dr. Walter Bishop e Dr. William Bell desde os tempos da faculdade, Nina é a imagem pública e a CEO da corporação global Massive Dynamic (acesse o site da corporação AQUI), uma empresa que abrange um vasto campo de estudos nos mais diversos segmentos. E é a minha personagem preferida.







Phillip Broyles (Lance Reddick)

Agente do Departamento de Segurança Interna / Diretor Divisão Fringe.
A principio ele mostra uma certa resistência a agente Dunham, pois ela foi responsável pela prisão de um grande amigo seu, apesar de parecer um robocop que sempre esconde algo, Phillip mostra-se um bom agente e sempre prestativo a atender as mais loucas solicitações de Olivia e Walter para a resolução dos caso da divisão "Fringe".



Segredos:

               Os segredos tomam conta de fringe começando por sua abertura que é cheia de glifos (que não alteram o rumo da história, mas possuem ligação com o episódio). Eles são uma especie de raio x de diversas figuras e representam letras do nosso alfabeto, aparentemente parecem ser uma coisa, mas existe algo mais.


E os glifos são:
  • Uma forma do rosto de perfil de uma mulher em fumaça.
  • Uma série de números em um chifre, além da letra grega Phi e da sequência de Fibonacci em espiral.
  • Fetos no lugar de sementes em uma maçã.
  • Uma mão de seis dedos.
  • A letra grega Phi nas costas de um sapo.
  • Uma asa de uma libélula no lugar de petálas em uma flor.
  • Um cavalo-marinho com a sequência de Fibonacci em seu corpo.
  • Uma borboleta com asas feitas de ossos humanos.
  • Uma folha com a letra grega delta desenhada, além de haver uma diferença de tamanho entre a ponta da folha e o resto da mesma, sugerindo que cada parte da folha seja de diferentes universos.


               Ainda existem uns pontinhos amarelos de luz que sevem para ajudar na identificação do glifo e saber qual realmente é a letra que está na tela. Ao juntar todos os que aparecerem no decorrer do episódio você terá uma palavra chave que descreve o episódio. Clique AQUI e veja o video!




Acho meio difícil vocês verem, pois é apenas um frame essa mensagem e quem me disse foi meu irmão e minha cunhada, mas se virem prestem bastante atenção pois os "Observadores" estarão no episódio e poderão aparecer a qualquer momento.




Fringe possui mais segredos, fiquem atentos, não revelei porque perderia a graça de assistir. Espero que tenham gostado. lembrem-se:

          "Nós atingimos um ponto onde a ciência e tecnologia tem avançado exponencialmente durante muito tempo... isso pode estar além de nossa habilidade da regulá-las e controlá-las". — Nina Sharp







Comente com o Facebook:

6 Comentários

  1. Unknown says:

    Série excepcional!!! E o post ficou ótimo!!!

  2. Eu assistia a muuuuuuito tempo, só que parei. Meu personagem preferido é o Dr. Bishop! <3
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

  3. Muito obrigado, fico feliz que tenha gostado.

  4. Ana é uma série viciante, eu adorei ter assistido ela do começo ao fim, valeu a pena, só fiquei chateado por ela ter sido encerrada antes do tempo, mas o final foi bem feito e não deixa a desejar.

  5. Estou na terceira temporada e gostando demais, muito envolvido com a série. Me sentindo muito bobo por não ter notado nem metade dos segredos nesses glifos. Só o da maçã e a fumaça mesmo; Mas o da mão é muuito óbvio! HAHAHh

  6. Essa série até hoje foi a unica que conseguiu me fazer querer assistir todo o tempo, estou assistindo pelo segunda vez. Desde que percebi o da maçã fiquei buscando os outros, a fumaça foi o ultimo que entendi. Rnrnrnr... Obrigado pelo comentário.

Deixe um Comentario.

Parceiros

Parceiros

Divulgue

Escolha uma das imagens e seja nosso parceiro!

Tweets