Resenha #6: A Hospedeira



   A Hospedeira
   Autora : Stephenie Meyer
   Páginas: 560
   Editora: Intrínseca
   Ano: 2009            

 Ok, não faço a mínima ideia de por onde começar. É muito difícil falar de um livro quando você gostou tanto dele que qualquer coisa que você pensa em falar são elogios, mas vou tentar. 
De início quero dizer que não sou fã da Stephenie Meyer, muito menos da saga Crepúsculo, mas dei minha cara a tapa e resolvi ler A Hospedeira. Apesar de ser da mesma autora ouvi muitos dizerem que não parecia em nada com Crepúsculo e que é muito melhor, então resolvi aceitar o desafio. 
               É aí que entra a parte boa: O livro é realmente MUITO bom, daqueles que você não consegue largar um minuto sequer. A história é muito boa, te prende, suga seus sentimentos de uma forma que você não tem como escapar. Mas como nem tudo são flores, o livro só fica bom mesmo depois da pagina 300, sim, isso tudo. Deixa eu falar da história um pouco.

Sinopse do Skoob:
               "Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Quando Melanie, um dos humanos "selvagens" que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a "alma" invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente. Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam. " 

               De início somos apresentados a Peregrina, ou simplesmente, Peg. Peg é uma alma, as almas tem como necessidade um hospedeiro para que possa viver, então Peg se hospeda no corpo da humana Melanie. Melanie é uma das poucas humanas que sobraram e resiste até o fim à invasão de Peg, lutando mentalmente com sua hospede. Nem Peg, nem Melanie conseguem se livrar uma da outra, então o jeito é conviver juntas. Tanto Melanie quando Peg querem (re)encontrar os humanos que ainda resistem ao processo das almas, após muita indecisão Peg resolve sucumbir aos desejos do corpo e entra em uma buscar pelos humanos. Mesmo que isso seja totalmente contra sua natureza. Depois de muita fome, sede e o sol escaldante do deserto, elas são encontradas pelos os humanos e levados até seu esconderijo e lá é que tudo começa. Melanie descobre que seus parentes ainda estão vivos, Peg se encontra apaixonada por um homem que não pode ter e se sente cada vez ameaçada por humanos que a tem como um bicho. Um humano, Ian, se apaixona pela alma Peregrina, é aí que o quarteto amoroso de três corpos começa.
            Que fique claro: o livro não foca apenas no amor com o sexo oposto, ele foca também no amor fraternal, no amor da comunidade e no amor a si próprio. Ao decorrer do livro sentimos a evolução da Peg em relação aos seus pensamentos para com os humanos e vice-versa. Descobrimos que com a convivencia fica mais fácil respeitar as diferenças e conviver com elas em harmonia. Não apenas um livro de romance, mas tambem uma boa ficção cientifica, uma mistura que até então eu nunca tinha gostado.
               Com personagens emocionantes, cenas extraordinários, diálogos cativantes, de onde podemos tirar vários quotes, o livro se torna um grande atrativo para leitores vorazes. Eu aconselho a você dar mais um chance para a escritora e resistir ao livro, até que o mesmo fique bom, tenha certeza de uma coisa: ele ficará bom, e muito.
                  Ah, e  o livro vai ganhar sua versão cinematográfica ainda esse ano, já falamos do filme aqui e aqui. 
              E você já leu? Se sim , comente o que você achou do livro! E se você ficou curioso para ler o livro, aguarde que estamos planejando uma surpresa pra vocês ;)
    



Nota: 3,5 ursinhos



Pablo Petterson                                                                                             

Comente com o Facebook:

10 Comentários

  1. Não li a Hospedeira!
    Mas vou ler antes de ver filme!
    =)
    Rizia -Livroterapias
    http://livroterapias.blogspot.com.br

  2. Aconselho você ler antes do filme mesmo, porque o livro sempre é melhor né?! E resista ao livro, ele no começo é bem cansativo, mas depois fica ótimo.
    Obrigado pelo comentário, abraços :)

  3. Juliane says:

    Esse livro ta na minha estante há quase 02 anos esperando pra ser lido!
    Gostei muito da sua resenha, vou dar uma chance pra ele!

    Parabéns pelo blog! Já estou te seguindo!

    =**

    naminhaaestante.blogspot.com

  4. Eu realmente fico agradecido pelo comentário, que bom que gostou da resenha :D
    Você tem que da outra chance, realmente o começo é desanimador, mas depois fica muito bom e você ate esquece das partes ruim, tentar ler de novo, você vai gostar :D
    Obrigado, abraços :)
    Vou seguir seu blog de volta \o

  5. Ja li a hospedeira, e AMEI de paixão esse livro!! é um dos meus preferidos..

  6. Tambem entrou para minha lista de favoritos, muito bom :D
    Obrigado pelo comentário e volte sempre (:

  7. Só depois da página 300, jura?
    Não tenho muito ânimo quando é assim, mais já que fica MUITO BOM, vou encarar!
    Ele chegou pra mim hoje, assim que puder vou ler,

    Ótima resenha!

    Abraços,
    www.ps-carpediem.blogspot.com/

  8. Sério haha Porque tipo, o começo é mais coisas tecnicas, cientificas e talz, mas depois que a gente começa a entender tudo, fica melhor pra ler.
    Vale muito a pena esperar por tudo isso, sério.
    Boa leitura \o/

    Obrigado por comentar (:

  9. Anônimo says:

    Livro=Perfeição
    Filme=MAIOR DECEPÇÃO DA VIDA

Deixe um Comentario.

Parceiros

Parceiros

Divulgue

Escolha uma das imagens e seja nosso parceiro!

Tweets